Flamengo vs Flamengo

Disclaimer: o lirismo mandou lembranças e disse que está de folga; este é um post desabafo, nada estruturado. 

Quatro jogos, dois empates, duas derrotas. Dos quatro adversários, três vivem no sobe-e-desce de divisões. Pela primeira vez em não sei quanto tempo viramos uma rodada na zona muerta. Puxado. Muito puxado.

O que tenho a dizer? Nem sei. Jorginho não teve pegada. Vaza. Vaya con dios! Pelo menos o contrato era decente e a dívida não aumentou mais uma vez estratosfericamente. No entanto algumas coisas são ruins demais de engolir: me dói demais imaginar que jogadores podem ter feito corpo mole pra derrubar treinador; e me dói demais lamentar repetidamente a falta de uma liderança dentro de campo.

O desânimo é momentâneo e sábado estarei na frete da TV gritando VAMOS FLAMENGO contra o Criciúma. Isso não muda.

Outras coisas, por outro lado, precisam mudar. As escolhas são esquisitas e eu adoraria ver pessoas de dentro do Flamengo falando sobre essas coisas. Não sou maluca de ficar pedindo prestação de contas acerca de toda e qualquer decisão, mas queria ver os canais do clube sendo usados de forma que a gente não fique aqui de fora sendo subestimados em nossa inteligência.

Por exemplo:

  • Eu gostaria muito de entender o motivo de tanta viagem. Não é só o não ter estádio no Rio.
  • Eu gostaria muito de conhecer o plano de fortalecimento/recuperação do moço K-Du. Ele está sendo jogado aos leões, caindo no desgosto da torcida, tipo boi de piranha e ele é MUITO caro pra isso. Sei que faz parte de uma estratégia, mas por d’us, QUAL?
  • Eu gostaria muito de ver o senhor Pelaipe sendo cobrado – meritocraticamente, como foi a promessa de campanha – pelos seus resultados. Até agora só o vi tentando transformar o Flamengo em filial do Grêmio, a seu bel prazer. Não curto.
  • Vamos usar a internetz – que, aliás, tanto ajudou na campanha presidencial – para aproximar os rubro-negros ou vamos voltar ao velho papo do “vocês não sabem o que é o Flamengo e é melhor mesmo que não saibam”? #EstamosdeOlho

Pra finalizar: “torcida protesta pixando a Gávea”. Parem e reflitem: vivemos um triênio inteiro de futebol pavoroso e praticas administrativas vergonhosas entre 2010 e 2012 e ninguém, NINGUÉM foi à Gávea soltar bombinha ou pixar muros. Agora, justamente AGORA a “torcida” acordou e resolveu protestar? Então, moçada querida, amores da minha vida, rubro-negros que eu tanto amo, façam-me um enorme favor: não caiam nessa. Vamos protestar sim, mas com inteligência e sem se deixar manipular, combinado?

Nota: Publicado originalmente no Chuteira de salto e minissaia.

Anúncios